A espera d’Aquele que vem

A espera d’Aquele que vem

advento2014logoIniciamos nesse último domingo de novembro um novo ano litúrgico na igreja, inaugurado pelo Tempo do Advento.

A palavra Advento vem do latim e significa vinda, chegada.

Esse tempo é, para nós cristãos católicos, um tempo de preparação, de espera, para a chegada do Menino Jesus. Nessa espera nos preparamos para receber Aquele que veio, que vem e virá novamente. Vamos notando que a liturgia, domingo após domingo, nos vai conduzindo na preparação para celebrar as duas vindas do Senhor: o Natal e a Parusia, que é a desejada manifestação do Cristo no fim dos tempos, em toda sua glória.

Devemos viver esse tempo com muita alegria, como quem prepara a casa para receber alguém muito amado e desejado, esse é o sentimento que deve nutrir nosso coração, o de estar cheio de alegria e de esperança para receber o “Verbo que se fez carne e habitou entre nós” Jo 1, 14.

Em nossa sociedade materialista e consumista, cada vez mais tem se perdido e deturpado o significado do Natal e desta preparação. As pessoas se preocupam com a árvore, com a ceia, com os presentes e enfeites… mas se esquecem do verdadeiro e central motivo desta festa e de toda a preparação para ela: Jesus que virá! É comum vermos crianças que conhecem o Papai Noel, mas não sabem que no Natal comemoramos o nascimento de Jesus.

Como nós, cristãos católicos, podemos resgatar o sentido do Natal?

Nós precisamos dar testemunho, mostrar com nossa vida e nossas atitudes, o verdadeiro sentido do Natal. É se preocupar com o nosso interior, com o coração, esse é que deve estar em primeiro lugar ornamentado e preparado para que o Menino Jesus possa nascer e reinar como Senhor de nossas vidas. Lembremos do evangelho de Lucas, onde o nascimento de Jesus é narrado, nos mostrando que “não havia lugar para eles na hospedaria” Lc 2, 7, ainda hoje o Menino Deus encontra dificuldades em achar um lugar, um coração disposto a recebê-lo e amá-lo!

É claro que devemos também preparar nossas casas e ceia, mas sempre trazendo o sentido verdadeiro desta comemoração, colocando Jesus no centro de nossa festa e deixando em segundo plano aquilo que é secundário.

Podemos, por exemplo, numa atitude de ensinar nossos filhos e viver esta preparação em família, resgatar a montagem e decoração do presépio. Em minha casa, todos os anos minha esposa prepara com carinho e muito amor uma nova maneira de apresentar o presépio, e a montagem é feita junto com nosso filho, que participa de disso encantado, ansioso por ver a manjedoura vazia aguardando a chegada do Menino Deus.

Amados irmãos, vivamos esse período de preparação para o Natal com o coração cheio de alegria e esperança pela chegada d’Aquele que virá.

Um santo advento, um santo Natal.

Rodrigo Xavier Coordenador do Grupo de Oração Semeando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.